Archiprix Portugal
Portugues English
ÍNDICE PROJETO
NOMEADO
A AGULHA E A FOLHA
Universidade do Minho

DIMENSÕES ESPACIAIS NA CONSTRUÇÃO DE BRAGA SETECENTISTA
A presente investigação procura reconhecer os diferentes processos de ocupação e marcação da paisagem urbana, revelando o valor simbólico essencial da sua morfologia. Como pano de fundo, a cidade de Braga, num dos seus períodos construtivos mais prósperos, o século XVIII, proporciona o contexto necessário a este estudo.
Destaca-se a prelatura do Arcebispo D. Rodrigo de Moura Teles, que indica a particularidade governativa bracarense - a união dos poderes político e religioso -, apontando o estudo do edificado religioso e dos meios de sacralização do território. O percurso investigativo é orientado através de dois distintos elementos arquitetónicos: a Torre e a Praça. A sua aparente contradição determinou as diferentes metodologias e definiu a estrutura do trabalho, dividindo-se em dois capítulos principais.
A Praça, o Campo Novo, parte de um sólido corpo bibliográfico sobre a sua formação, na procura de um entendimento outro sobre as condições, motivações e influências da sua conceção. Através do exame dos seus detalhes históricos e do contexto arquitetónico da época reconhece-se o contributo da Geometria, enquanto manifestação teórica e prática, para o singular desenho da praça bracarense.
A Torre, estuda o raro caso bracarense dos inúmeros templos com torre sineira traseira, através do reconhecimento do conteúdo e profundidade simbólicos da sua forma. Partindo dos particulares exemplos, em Braga, percorrem-se e confrontam-se, segundo uma interpretação mágico-religiosa do território, as raízes da forma vertical e a sua adaptação ao cristianismo.
As ferramentas e métodos diferiram, mas em ambos se encontra a relação com saberes antigos; as duas ações têm uma fundação assente na espiritualidade das formas, simbolicamente codificada. Seja pelo domínio teórico da geometria ou pelo empirismo da sabedoria pragmática, encontramos a similar forma de interpretar e atuar sobre o espaço.