Archiprix Portugal
Portugues English
ÍNDICE PROJETO
NOMEADO
CENTRO DE INTERPRETAÇÃO DE SANTA QUITÉRIA
ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa

O Centro de Interpretação de Santa Quitéria surge na sequência de uma vontade desenvolvida em grupo (composto por mim e por um colega) de trabalhar na requalificação da Chaminé Vulcânica de Santa Quitéria, também designada como Cabeço de Meca ou Cabeço de Santa Quitéria. Esta chaminé, explorada como pedreira para a extração de matéria basáltica durante anos, encontra-se atualmente abandonada, fruto do impasse causado pela não implementação do Plano Ambiental de Recuperação Paisagística (PARP). No território permanecem as ruínas das estruturas industriais da extração e um lago no centro da sua cratera.
A abordagem desenvolvida em grupo e individualmente centrou-se no estudo da relação entre o tema da memória do espaço e a paisagem. O desenvolvimento do trabalho afirma as potencialidades paisagísticas e naturais do lugar. Estabelecem-se relações com outros prontos de interesse a partir de duas rotas pedonais existentes, que atravessam o Cabeço. Além da reflorestação e requalificação dos percursos, é proposto um novo caminho no interior da cratera e dois programas novos: o Edifício de apoio ao Alojamento (projeto do colega) e o Centro de Interpretação, aqui apresentado.
O Centro de Interpretação integra um percurso pontuado por edifícios existentes reabilitados e um novo edifício de apoio e interpretação do Cabeço. Este percurso desenvolve-se na área principal de assentamento das estruturas industriais desativadas. O Centro de Interpretação é composto por um espaço de apoio aos trilhos anteriormente referidos, um espaço de receção, um espaço informativo e três observatórios. Funciona ainda como porta de entrada para um novo trilho que se desenvolve no interior da cratera aberta para a extração de pedra.
Os observatórios nascem do cruzamento das informações relativas ao Cabeço e à sua envolvente, proporcionando três momentos e releituras distintas da paisagem e das construções industriais. Preservaram-se as ruínas das estruturas industriais existentes, reabilitando algumas para novos programas.