Archiprix Portugal
Portugues English

Imagem do Centro Cultural da Alfândega. À esquerda encontra-se o edifício do museu e à direita a mediateca.
Imagem do Centro Cultural da Alfândega. À esquerda encontra-se o edifício do museu e à direita a mediateca.

Planta de implantação e perfil. Os dois novos edifícios procuram complementar o edifício da Alfândega e pretendem assumir-se como dois elementos dinamizadores nesta parte do centro histórico.
Planta de implantação e perfil. Os dois novos edifícios procuram complementar o edifício da Alfândega e pretendem assumir-se como dois elementos dinamizadores nesta parte do centro histórico.

Fotografia da maquete. O primeiro piso do museu, correspondente às salas de exposição, encontra-se elevado de modo a salvaguardar das inundações. O piso da cave é estanque em toda a sua totalidade.
Fotografia da maquete. O primeiro piso do museu, correspondente às salas de exposição, encontra-se elevado de modo a salvaguardar das inundações. O piso da cave é estanque em toda a sua totalidade.

Desenhos do projecto do museu.
Desenhos do projecto do museu.

Vista do interior de uma das salas de exposição. Os corpos verticais do museu actuam como lanternins ao mesmo tempo que tornam o espaço mais amplo.
Vista do interior de uma das salas de exposição. Os corpos verticais do museu actuam como lanternins ao mesmo tempo que tornam o espaço mais amplo.

Maquete da mediateca.
Maquete da mediateca.

Desenhos do projecto da mediateca.
Desenhos do projecto da mediateca.

Vista do interior da mediateca. Este edifício é constituído por várias plataformas, que se pretende que transmitam diferentes ambientes ao utilizador.
Vista do interior da mediateca. Este edifício é constituído por várias plataformas, que se pretende que transmitam diferentes ambientes ao utilizador.




ÍNDICE PROJETO
 
O MUSEU IMAGINÁRIO
Escola Superior Artística do Porto

Centro Cultural da Alfândega
Mais do que a criação de um novo espaço cultural na cidade, este projecto procura fomentar uma possível reabilitação e reocupação de um espaço urbano com grande valor histórico e patrimonial, que se encontra cada vez mais degradado e inabitado.
O presente projecto consiste no desenvolvimento de um espaço cultural inserido numa zona histórica da cidade do Porto que tem vindo ao longo dos anos a sofrer um crescente abandono e degradação.

O terreno de intervenção encontra-se num espaço privilegiado, com uma forte relação com o rio Douro, mas que se encontra actualmente desaproveitado e fechado à cidade devido à presença de um parque de estacionamento. O Centro Cultural da Alfândega é constituído por dois novos edifícios - um museu e uma mediateca – que surgem como complemento ao Centro de Congressos e Museu dos Transportes e Comunicações presentes no edifício da Alfândega.

Pretende-se assim, apresentar um equipamento capaz de dinamizar esta zona da cidade, com vista a uma possível reabilitação das áreas envolventes. O edifício do museu surge com a intenção de se criar espaços de exposição adequados, complementares aos da Alfândega.

A filosofia da intervenção para o novo edifício é de certo modo oposta ao edifício da Alfândega, tendo-se pretendido criar uma construção mais aberta e permeável, procurando devolver este espaço à cidade. O edifício foi pensado como um longo corpo elevado do chão, apoiado em dois pontos, que albergasse as salas de exposição, salvaguardando assim as obras expostas das inundações a que esta zona está sujeita.

Os corpos verticais do edifício surgiram da necessidade de criar espaços mais amplos e que permitissem a entrada de uma luz filtrada, ao mesmo tempo que fossem um reflexo do skyline da cidade. A mediateca foi concebida como uma espécie de “palácio wi-fi”, no qual fosse feito uso das novas tecnologias para criar uma experiência de utilização diferente do habitual.

Pretende-se que o potencial de atratividade deste edifício conduza a uma ocupação constante deste espaço e dos envolventes, fomentando assim o retorno das pessoas a esta zona da cidade.