Archiprix Portugal
Portugues English

Propõe-se uma nova e previligiada forma de visitar Cinque Terre, proporcionando a quem visita este pedaço de Costa Italiana, possuidora de uma singular alquimia de tradição, história e beleza, criando alojamentos disseminados pelas cinco localizações – em localização estratégicamente escolhida – de modo a que o utilizador possa usufruir destas ímpares e cénicas paisagens durante a sua estadia. O usufruto da paisagem Natureza/Património Edificado será uma fonte de reflexão, uma oblação aos contemplantes, tornando-se a génese e essência deste trabalho; Cinque Terre o palco onde a história será contada; Os alojamentos, personagens, que nos pretendem transmitir uma mensagem proporcionando uma singular relação entre o Homem, o espaço arquitectónico e o mundo sensorial.
Propõe-se uma nova e previligiada forma de visitar Cinque Terre, proporcionando a quem visita este pedaço de Costa Italiana, possuidora de uma singular alquimia de tradição, história e beleza, criando alojamentos disseminados pelas cinco localizações – em localização estratégicamente escolhida – de modo a que o utilizador possa usufruir destas ímpares e cénicas paisagens durante a sua estadia. O usufruto da paisagem Natureza/Património Edificado será uma fonte de reflexão, uma oblação aos contemplantes, tornando-se a génese e essência deste trabalho; Cinque Terre o palco onde a história será contada; Os alojamentos, personagens, que nos pretendem transmitir uma mensagem proporcionando uma singular relação entre o Homem, o espaço arquitectónico e o mundo sensorial.

O módulo que nasce do vazio
O módulo que nasce do vazio

A versatilidade do Sistema Construtivo Após criado o sistema modular de base pré-fabricada, que possibilita a criação de tantos alojamentos quantos os desejados, foram projectados de forma a mostrar a versatilidade do sistema, cinco alojamentos, que conjugam um a três modulos, pré-existencias e distintos sistemas para materialização exterior
A versatilidade do Sistema Construtivo Após criado o sistema modular de base pré-fabricada, que possibilita a criação de tantos alojamentos quantos os desejados, foram projectados de forma a mostrar a versatilidade do sistema, cinco alojamentos, que conjugam um a três modulos, pré-existencias e distintos sistemas para materialização exterior

Monterosso al Mare: O alojamento localiza-se na Punta Corone, uma reentrância rochosa no mar, onde se encontra um Bunker Italiano da II Guerra Mundial. É aqui que, dada a morfologia do terreno e o recorte serpenteado da costa, temos a mais sublime vista sobre o vilarejo. A materialização exterior eleita foram painéis em ripado em madeira, uma vez que para aqui chegar passamos a zona mais florestal de todo o percuso. Um elemento em madeira, onde se dá a entrada, faz a ligação entre a pré-existência e o módulo onde fica a instalação sanitária, a zona de confecção de refeições rápidas e uma área livre. No Bunker, fica a zona de dormida e, na parte aberta uma zona de miradouro.
Monterosso al Mare: O alojamento localiza-se na Punta Corone, uma reentrância rochosa no mar, onde se encontra um Bunker Italiano da II Guerra Mundial. É aqui que, dada a morfologia do terreno e o recorte serpenteado da costa, temos a mais sublime vista sobre o vilarejo. A materialização exterior eleita foram painéis em ripado em madeira, uma vez que para aqui chegar passamos a zona mais florestal de todo o percuso. Um elemento em madeira, onde se dá a entrada, faz a ligação entre a pré-existência e o módulo onde fica a instalação sanitária, a zona de confecção de refeições rápidas e uma área livre. No Bunker, fica a zona de dormida e, na parte aberta uma zona de miradouro.

Vernazza: O alojamento localiza-se numa encosta adjacente ao Sentiero; Propõe-se a reconstrução parcial do muro de suporte de terras, construindo umas escadas embutidas no mesmo para aceder à entrada uma vez que, de forma a não ser um obstáculo visual, a cota da cobertura é inferior à cota do percurso. Também com a intenção de não interferir na paisagem, e por num dos sentieros adjacentes atingirmos o ponto mais alto de toda a caminhada, conseguindo avistar ‘tudo’, a materialização eleita para este alojamento, [composto por um único modulo com i.s., zona de confecção de refeições rápidas e uma área livre/de dormida, dependendo da utilização do estrado/banco), foi fachada de vidro espelhado em caixilharia oculta, camuflando-se ao reflectir a paisagem envolvente.
Vernazza: O alojamento localiza-se numa encosta adjacente ao Sentiero; Propõe-se a reconstrução parcial do muro de suporte de terras, construindo umas escadas embutidas no mesmo para aceder à entrada uma vez que, de forma a não ser um obstáculo visual, a cota da cobertura é inferior à cota do percurso. Também com a intenção de não interferir na paisagem, e por num dos sentieros adjacentes atingirmos o ponto mais alto de toda a caminhada, conseguindo avistar ‘tudo’, a materialização eleita para este alojamento, [composto por um único modulo com i.s., zona de confecção de refeições rápidas e uma área livre/de dormida, dependendo da utilização do estrado/banco), foi fachada de vidro espelhado em caixilharia oculta, camuflando-se ao reflectir a paisagem envolvente.

Corniglia: O alojamento situa-se no casebre matriz, é composto por dois módulos sobrepostos: o piso inferior tem a zona de confecção de refeições rápidas, uma área livre e um acesso ao piso superior, onde se encontra a i.s. e a zona de estadia/dormida, com a particularidade de que o vão em caixilharia de guilhotina, quando a folha superior se encontra baixada torna este espaço numa autêntica varanda/miradouro. A materialização eleita foi o aço-corten, por analogia do processo de oxidação à alteração que ocorreu com o passar dos tempos na pedra da construção existente, dos muros que sustentam os socalcos, mas também, por influência do ponto chave do percurso Corniglia <> Manarola, a Scalinata Lardarina e a sua cor.
Corniglia: O alojamento situa-se no casebre matriz, é composto por dois módulos sobrepostos: o piso inferior tem a zona de confecção de refeições rápidas, uma área livre e um acesso ao piso superior, onde se encontra a i.s. e a zona de estadia/dormida, com a particularidade de que o vão em caixilharia de guilhotina, quando a folha superior se encontra baixada torna este espaço numa autêntica varanda/miradouro. A materialização eleita foi o aço-corten, por analogia do processo de oxidação à alteração que ocorreu com o passar dos tempos na pedra da construção existente, dos muros que sustentam os socalcos, mas também, por influência do ponto chave do percurso Corniglia <> Manarola, a Scalinata Lardarina e a sua cor.

Manarola: Aqui o alojamento é composto por três modlos [para demonstrar a versatilidade do sistema]. Um modulo aberto, serve de alpendre que dá acesso à entrada nos dois restantes módulos,naquele onde se faz a entrada está a zona de confecção de refeições rápidas e a instalação sanitária,e no outro, a zona de estadia/dormida.A materialização é uma fachada em rede, para que, também aqui, à semelhança da via del’amore, os utentes dos cinque alloggi possam deixar um cadeado após a sua estadia.
Manarola: Aqui o alojamento é composto por três modlos [para demonstrar a versatilidade do sistema]. Um modulo aberto, serve de alpendre que dá acesso à entrada nos dois restantes módulos,naquele onde se faz a entrada está a zona de confecção de refeições rápidas e a instalação sanitária,e no outro, a zona de estadia/dormida.A materialização é uma fachada em rede, para que, também aqui, à semelhança da via del’amore, os utentes dos cinque alloggi possam deixar um cadeado após a sua estadia.

Riomaggiore Sendo que esta é a ultima terra, e de forma a se encontrar a relação visual pretendida com a vila, este alojamento encontra se no inicio de um sentiero que liga Riomaggiore ao Santuario di Nostra Signora di Montenero.Composto por um único módulo, à semelhança do de Vernazza, é composto por um único módulo que albergatodas as zonas (i.s., zona de confecção de refeições e zona de dormida/estadia).A materialização foi painel isotermico ondulado verde, uma vez que este vai substituir uma construção em chapas da mesma cor aqui existente.
Riomaggiore Sendo que esta é a ultima terra, e de forma a se encontrar a relação visual pretendida com a vila, este alojamento encontra se no inicio de um sentiero que liga Riomaggiore ao Santuario di Nostra Signora di Montenero.Composto por um único módulo, à semelhança do de Vernazza, é composto por um único módulo que albergatodas as zonas (i.s., zona de confecção de refeições e zona de dormida/estadia).A materialização foi painel isotermico ondulado verde, uma vez que este vai substituir uma construção em chapas da mesma cor aqui existente.




ÍNDICE PROJETO
 
CINQUE TERRE . CINQUE ALLOGGI
Escola Universitária das Artes de Coimbra

Interação entre identidades locais e sistemas construtivos de base pré-fabricada
Este projecto desenvolveu-se com base numa abordagem projectual que procura convergir o usufruto da natureza, do património edificado e, principalmente, das emoções que as feéricas paisagens resultantes desta sublime relação [natureza/edificado] podem proporcionar ao Homem, pretendendo dar resposta e validar aquilo a que se propunha:
conceber um sistema específico de construção, recorrendo à pré-fabricação, desenvolvido para criar alojamentos, adaptando-se e adquirindo uma linguagem distinta consoante o meio onde cada um deles se insere, obtendo assim, com um único sistema modular, alojamentos ímpares contrariando a ideia de que, a pré-fabricação potencia a possibilidade de repetição podendo preterir a singularidade de cada projecto.

O local eleito foi Cinque Terre, em Itália, num território onde o mar e a terra se casam dando origem a uma área de dezoito quilómetros de costa quase totalmente dominada pelas rochas, surgem, nos pontos onde de forma intrínseca o mar penetra serpenteantemente a terra criando pequenas baías, as cinco terras, construidas de modo a acompanhar a forma natural das colinas. Estas localidades [Monterosso al Mare, Vernazza, Corniglia, Manarola e Riomaggiore] estão ligadas por uma velha trilha que só pode ser percorrida a pé, conhecida como Sentiero Azurro, que segue pela costa ligando as povoações e oferecendo magníficas vistas dos vinhedos e vilarejos, cenários dignos de romance.

Pretende-se valorizar o percurso e as localidades, proporcionando a quem visita este pedaço de Costa Italiana, possuidora de uma singular alquimia de tradição, história e beleza, uma estadia que possibilite o usufruto da apaixonante cénica visão já referida através da criação de alojamentos disseminados pelas cinco terras, em localização escolhida estratégicamente de modo a que o utilizador possa usufruir das ímpares paisagens desta região não só aquando da realização do percuro mas, principalmente, durante a sua estadia.