Archiprix Portugal
Portugues English

Esquiços
Esquiços

Vista Aérea com implantação da infraestrutura ferroviária
Vista Aérea com implantação da infraestrutura ferroviária

Planta de rés-do-chão da proposta geral (redução escala 1/400)
Planta de rés-do-chão da proposta geral (redução escala 1/400)

Plantas da zona estação : piso térreo e piso intermédio (redução escala 1/200)
Plantas da zona estação : piso térreo e piso intermédio (redução escala 1/200)

Cortes Transversais e Longitudinais (redução escala 1/200)
Cortes Transversais e Longitudinais (redução escala 1/200)

Fotomontagem com maqueta 1/400
Fotomontagem com maqueta 1/400




ÍNDICE PROJETO
NOMEADO
INFRAESTRUTURA, ARQUITECTURA E TERRITÓRIO
ISCTE Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

ESTAÇÃO FERROVIÁRIA DO CARREGADO
As infraestruturas são elementos fundamentais de relação entre a cidade e o território. São suportes de humanização e artificialização da paisagem, estruturas de grande permanência que alteram de forma dramática os padrões de desenvolvimento do território.
Se na passagem da cidade para território urbano, estas foram suportes essenciais que permitiram novas formas de relacionamento, hoje, perante um território urbano fragmentado e descontínuo, são elementos incontornáveis na definição de um novo carácter identitário.
O território do Carregado compreende, de certa forma, todas as transformações do território português nas últimas três décadas: a cidade contida passou a território urbano, de núcleo centralizado passou a mancha contínua, de urbano e rural passou a paisagem híbrida.
O projecto para a Estação Ferroviária do Carregado, com base no plano da Rede Ferroviária de Alta Velocidade1, pretendeu interpretar esta operação como uma oportunidade de atribuir a um território fragmentado uma estrutura urbana com discurso e coerência.
A proposta do antigo plano da RAVE2 para esta zona consistia em elevar a linha através de um viaduto, a uma altura constante, entre Vialonga e a Azambuja pretendendo melhorar a capacidade performativa do sistema colocando-o acima da cota de cheia.
A elevação da linha, removendo o impasse que esta representa nesta zona, permite simultaneamente que o sistema urbano se volte a desenvolver de forma contínua na cota térrea.
A proposta para uma nova estação ferroviária na zona da Vala do Carregado, associada a um sistema rodoviário de ligação á zona norte do Carregado e á zona central de Alenquer, teve também como objectivo atribuir a este território extenso, uma rede eficaz de transportes públicos.
Esta infraestrutura é uma estrutura urbana, uma geografia que transforma a território, um objecto híbrido. É viaduto, caminho-de-ferro, limite, ponte, estação, corredor pedonal, cobertura … É desenho infraestrutural e redesenho da paisagem.

1 O plano para esta rede ferroviária á escala europeia foi extinto entre 2008 e 2009
2 Rede Ferroviária de Alta Velocidade