Archiprix Portugal
Portugues English

MUSEU PORTUGAL NO ATLÂNTICO
MUSEU PORTUGAL NO ATLÂNTICO

SANTUÁRIO
SANTUÁRIO

MOTIVAÇÕES
MOTIVAÇÕES

DESCOBERTAS
DESCOBERTAS

INSTRUMENTOS & EMBARCAÇÕES
INSTRUMENTOS & EMBARCAÇÕES

MITOS & LENDAS
MITOS & LENDAS

CONSEQUÊNCIAS
CONSEQUÊNCIAS

MAR
MAR




ÍNDICE PROJETO
 
MUSEU PORTUGAL NO ATLÂNTICO
Escola Superior Artística do Porto

Um Percurso Sobre a História
Ao estabelecerem-se relações, sejam elas quais forem, entre o presente e o passado, o imaginário e o real, a nossa mente sente-se recompensada e os sentimentos e a emotividade apodera-se de nós com mais profundidade.
“No poderoso promontório do Espichel, onde a serra da Arrábida mergulha abruptamente no mar Atlântico, parecem nascer – sobretudo à luz ainda pouco límpida do sol que desponta no nascer das manhãs, ou no trémulo fim de entardecer – as próprias neblinas da lenda e do mito. Como em todos os fins de terra, em que o horizonte do mar adivinha brumas de mistério e sustos de espanto, fronteiras naturais entre o conhecido e o apenas suposto, aqui se foram criando histórias de muito maravilhamento, se ergueram antiquíssimos cultos de perdida memória e se construíram seculares lendas.” (Pato, 2008)

O Museu Portugal no Atlântico, no Cabo Espichel, ergue-se num lugar especial.

Resulta da interpretação da história do Cabo, do reconhecimento do seu valor humano e patrimonial, da sua singularidade, e da vastidão de referências que oferece.

Usa essa imensidão de referências para materializar sensações, complementos à história que nos vai sendo contada nos pavilhões. História essa já contada de diversas maneiras, mas nunca desta em especifico.

Um percurso e uma série de plataformas expositivas. Um motivo - evocar a autoridade do Atlântico sobre a história do nosso país. Portugal no Atlântico.

Desde o ponto de chegada, mais próximo do Santuário, até ao ponto final, o mar, o museu vai-se espraiando e procurando os locais, que pela sua exposição e relação com o mar e com as escarpas, possam exprimir os sentimentos presentes nessa história, onde nascem as construções, umas mais simples, outras mais elaboradas, que representem o próprio percurso dos Descobrimentos.

Apesar de diluído pelo Cabo deve ser uno, perceptível e coerente. Sem exageros desnecessários, mas simultaneamente com o arrojo que certos momentos impõem.

Os momentos são espaços de contemplação, meditação e exposição, com a presença permanente do Atlântico como fundo arrebatador.