Archiprix Portugal
Portugues English


Sobre o Horizonte [Operação Trafaria] 01 FORTE Pretende-se restruturar o forte militar, deixando os seus edifícios primários e suprimindo parte da muralha, abrindo ligação com a vila através de uma Praça e Porto fluvial. 02 QUARTEL Propõe-se a reabilitação dos Principais Edifícios, suprimindo todos os restantes anexos, aproveitando a condição existente de complexo desportivo. 03 BATERIA ALPENA Pelo desenho e forma como está inserida no território, composta por 12 nichos, são propostos Espaços de Permanência Temporária. 04 BATERIA RAPOSEIRA Partiu-se da ideia de reabilitar uma estrutura de defesa militar abandonada, que dará lugar ao Museu Horizonte Portugal. 05 SILO A concepção do Silo nasce do carácter de camuflagem que as bateria acarretam, que suportará o Arquivo/Centro de Investigação Horizonte Portugal.
Sobre o Horizonte [Operação Trafaria] 01 FORTE Pretende-se restruturar o forte militar, deixando os seus edifícios primários e suprimindo parte da muralha, abrindo ligação com a vila através de uma Praça e Porto fluvial. 02 QUARTEL Propõe-se a reabilitação dos Principais Edifícios, suprimindo todos os restantes anexos, aproveitando a condição existente de complexo desportivo. 03 BATERIA ALPENA Pelo desenho e forma como está inserida no território, composta por 12 nichos, são propostos Espaços de Permanência Temporária. 04 BATERIA RAPOSEIRA Partiu-se da ideia de reabilitar uma estrutura de defesa militar abandonada, que dará lugar ao Museu Horizonte Portugal. 05 SILO A concepção do Silo nasce do carácter de camuflagem que as bateria acarretam, que suportará o Arquivo/Centro de Investigação Horizonte Portugal.

Bateria [Museu Horizonte Portugal] Reabilitação . Acessibilidades . Galerias Expositivas Os novos volumes enterrados qualificam a bateria como um espaço cultural, com a exposição permanente sobre a obra do fotógrafo Duarte Belo - Horizonte Portugal - onde somos guiados pelo conjunto fotográfico do território nacional até à última moldura - um generoso vão que se lança sobre o território costeiro apontado para o Atlântico.
Bateria [Museu Horizonte Portugal] Reabilitação . Acessibilidades . Galerias Expositivas Os novos volumes enterrados qualificam a bateria como um espaço cultural, com a exposição permanente sobre a obra do fotógrafo Duarte Belo - Horizonte Portugal - onde somos guiados pelo conjunto fotográfico do território nacional até à última moldura - um generoso vão que se lança sobre o território costeiro apontado para o Atlântico.

Vista exterior da bateria [Museu Horizonte Portugal]
Vista exterior da bateria [Museu Horizonte Portugal]

Bateria e Silo [Museu, Arquivo e Centro de Investigação Horizonte Portugal Reabilitação . Acessibilidades . Transição entre cotas O edifício silo é a rótula de ligação de todo o sistema, funcionando como uma peça infra-estrutural que nos transfere de uma cota muito alta para o sopé da arriba, por forma a criar uma ligação à Estrada Militar fechando o anel. O percurso é prolongado para o interior do edifício atravessando o seu núcleo através de umas escadas helicoidais, onde é possível observar a um ritmo próprio todo o espaço de galerias de trabalho e exposição, que se ligam visualmente por uma parede mural. Desta forma e acedendo à base da arriba coliga-se ao restante percurso.
Bateria e Silo [Museu, Arquivo e Centro de Investigação Horizonte Portugal Reabilitação . Acessibilidades . Transição entre cotas O edifício silo é a rótula de ligação de todo o sistema, funcionando como uma peça infra-estrutural que nos transfere de uma cota muito alta para o sopé da arriba, por forma a criar uma ligação à Estrada Militar fechando o anel. O percurso é prolongado para o interior do edifício atravessando o seu núcleo através de umas escadas helicoidais, onde é possível observar a um ritmo próprio todo o espaço de galerias de trabalho e exposição, que se ligam visualmente por uma parede mural. Desta forma e acedendo à base da arriba coliga-se ao restante percurso.

Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Rótula de Transição Vista para a escadaria helicoidal a partir do espaço de exposições temporárias.
Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Rótula de Transição Vista para a escadaria helicoidal a partir do espaço de exposições temporárias.

Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Programa
Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Programa

Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Horizonte Lisboa Interior da cafetaria/livraria, com vista para o horizonte de Lisboa.
Silo [Arquivo e Centro de Investigação] Horizonte Lisboa Interior da cafetaria/livraria, com vista para o horizonte de Lisboa.




ÍNDICE PROJETO
 
SOBRE O HORIZONTE
Universidade Autónoma de Lisboa

Museu, Arquivo e Centro de Investigação Horizonte Portugal
A escolha do lugar para a construção de um Museu, Arquivo e Centro de Investigação baseou-se na vontade de procurar, numa distância relativamente próxima de Lisboa, virado para a cidade, um observatório natural que gera uma relação morfológica e identitária com o território.
O projeto surge por forma a expandir o trabalho e obra Horizonte Portugal do Arquiteto e Fotógrafo Duarte Belo. Consiste num arquivo, actualmente instalado numa plataforma virtual, onde integra uma selecção fotográfica com mais de 1 milhão de fotografias com o principal intuito de valorizar e promover a identidade e o território português.

A escolha do lugar para a construção de um Arquivo e Centro de Investigação associado a um Museu - o desafio deste projecto – baseou-se na vontade de procurar, numa distância relativamente próxima de Lisboa, virado para a cidade, um observatório natural que gera uma relação morfológica e identitária com o território. Um local que obtenha uma visão integral sobre um território, preenchida por uma forte experiência sensorial que resulta, de entre outras características locais, da relação dramática entre a fusão da paisagem natural/artificial e o horizonte de Lisboa.

Numa primeira operação, o projeto propõe pensar, a partir da reutilização do património militar da Trafaria, a valorização do território através da integração de um sistema capaz de criar toda uma dinâmica na vila. Pretende-se cozer as estruturas através da artéria principal, a Estrada Militar, que parte da cota mais baixa, junto ao rio, e sobe até ao cume das arribas, cerca de 90m de alt.
Como remate do sistema, a uma escala mais detalhada, segue-se a segunda operação desta proposta, a reabilitação da antiga bateria da Raposeira para acomodar o Museu Horizonte Portugal – onde contém grande parte do espólio fotográfico de Duarte Belo - com a introdução de dois volumes enterrados que se lançam para o Atlântico. Desta operação surge também a criação de um novo edifício silo - Arquivo e Centro de Investigação - funcionando como peça infraestrutural, que nos transfere de uma cota muito alta para o sopé da arriba, por forma a coligar-se com o restante percurso.