Archiprix Portugal
Portugues English

Deseño ilustrativo da entrada principal do mercado
Deseño ilustrativo da entrada principal do mercado

Identificação do local de intervenção em diferentes escalas, com representação dos aspectos relevantes para o projeto.
Identificação do local de intervenção em diferentes escalas, com representação dos aspectos relevantes para o projeto.

Pré-existência
Pré-existência

Proposta urbana
Proposta urbana

Mercado como ligação entre o espaço natural e o espaço urbano
Mercado como ligação entre o espaço natural e o espaço urbano

Plantas e Cortes da proposta. O mercado concebido como um espaço polivalente
Plantas e Cortes da proposta. O mercado concebido como um espaço polivalente

O mercado à procura de uma conexão com o exterior através da criação de espaços de transição.
O mercado à procura de uma conexão com o exterior através da criação de espaços de transição.

Fachadas com acabamento de madeira de pinho. Corte construtivo de fachada.
Fachadas com acabamento de madeira de pinho. Corte construtivo de fachada.




ÍNDICE PROJETO
 
RENOVAÇÃO DO MERCADO DE SALCEDA DE CASELAS
Escola Superior Gallaecia

Intervenção no legado arquitetónico recente.
O Mercado de Salceda de Caselas, localizado na Galiza, foi construído em finais da década de oitenta, encontrando-se, atualmente, num estado avançado de decadência e abandono. Este equipamento é um exemplo que representa muita da arquitetura que se construiu em finais do século passado, com grandes deficiências arquitetónicas e construtivas, que representa um legado recente a propósito do qual começa a evidenciar-se a necessidade de refletir sobre como intervir nele.
Este mercado constitui o objeto de estudo deste projeto e o principal objetivo do mesmo foi a realização de uma intervenção nesse edifício. Para o conseguir foi necessário realizar uma investigação com objetivos muito concretos: determinar os parâmetros espaciais dos mercados atuais e identificar distintos graus de intervenção nestes. As conclusões extraídas da análise dos parâmetros espaciais dos mercados atuais são, por um lado, a polivalência como consequência da transversalidade do seu programa e a importância do caráter aberto do mercado que fomente as leis de proximidade.

Do estudo dos diferentes graus de intervenção nos mercados extrai-se a ideia de que o mercado materializa as condicionantes ambientais e urbanas; confirma-se a importância da implantação, conclusões que sustentam a defesa de uma proposta de renovação do Mercado de Salceda de Caselas, na que se propõe reforçar os vínculos com a envolvente urbana e abrir o mercado ao exterior, com a criação de diversos espaços de transição.

O volume original recorda um “canastro”, construção tradicional galega para acomodar e preservar alimentos. O projeto pretende reinterpretar o conceito deste edificio. Mantém-se a estrutura original de betão armado e cria-se uma pele composta por ripas de madeira de pinho, que procura vincular o edifício com a envolvente natural e rural. Propõe-se, igualmente, um programa com propostas transversais à do mercado original e que teriam lugar em espaços polivalentes.